[youtube https://www.youtube.com/watch?v=iCyiAAYrR_o?autoplay=1&w=580&h=385]
O Gustavo e Paloma decidiram trocar o apartamento onde moravam por um barco e começar uma família no mar. Logo veio a Catarina e a família aumentou. Os primeiros passos da Catarina v . . .

Você tem que estar logado para acessar este conteúdo

Crie um perfil ou acesse com o seu Facebook, Twiter ou Gmail

 

Criar perfil

20 COMENTÁRIOS

  1. Amei sua história muito inspiradora.
    A um ano e oito meses fiquei muito doente e cheguei a ter falência dos orgaõs , fiquei em coma por 16 dias e 48 dias hospitalizada aos pouquinho estou me recuperando com a graça de Deus, a poucos dias meu filho me propôs mãe vamos comprar um barco e dar a volta ao mundo, pensei…, em 43 anos de casada nunca tiramos férias estou com 61 anos e meu esposo 65 o que esperar da vida?
    Falei pode por a casa a venda e vamos comprar um barco e velejar kkkkkkkk, não entendemos nada de barco pois somos caminhoneiros mas a vida é curta então vamos viver sem medo de ser feliz e seja o que Deus quiser.
    Se alguém souber quem queira comprar uma casa em um lugar tranquilo vai amar este lugar. minha casa tem 80 m quadrado, 3 quartos, sala, 1 banheiro, cozinha toda com pedras em granizo inclusive a mesa, a casa foi construída pela ANDRADE GUTIERREZ noz fundos da casa tem uma área coberta com 10 m de comprimento por 3 de largura e mais um banheiro, um quarto e quintal, mais 6 metros de jardim fica na cidade de Nova ponte Mg no triângulo Mineiro.
    Interessados ligar para (34) 9992 48739

  2. Pessoas que moram em Barcos se diferem da maioria dos ditos NORMAIS, geralmente são Pessoas felizes que vivem em harmonia com a Natureza, descobriram o Simples que na realidade tornou-se sofisticado, vivem com pouco e possuem só o que realmente tem utilidade… e geralmente moram onde a maioria dos normais vão passar as férias… rsrs

  3. muito bacana ! a muitos anos atrás quando meu pai foi comprar um dinieper 42 (tuareg) no saco da Ribeira, o Marçal do Rapunzel foi olhar o veleiro para ver se podia comprar pelas condições dele… tivemos um papo muito legal depois a bordo do Rapunzel ! hoje em dia não temos mais veleiro, mas um dia voltaremos a ter ! 🙂