[youtube https://www.youtube.com/watch?v=mPFJCfyxolM?autoplay=1&w=580&h=385]
Descubra como é subir no mastro do Cisne Branco, navio a vela da Marinha do Brasil. Conhecemos também um pouco de uma cultura náutica que não pode se perder.

Você sabe o que é uma . . .

Você tem que estar logado para acessar este conteúdo

Crie um perfil ou acesse com o seu Facebook, Twiter ou Gmail

 

Criar perfil

46 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns,ouvir o Comandante do Navio o Capitão de Mar e Guerra Adriano Marcelino Batista e a sua eloquência e prestação de serviços em ser muito tranquilo e sereno, nosso comandante,que sonho ser um comandante de um Navio desses como o Cisne Branco e de tira lágrimas mais escondidas,e inclusive quando ouvi o Sargento Silvestre dizer ter feito a escola de santa Catarina e eu fiz os exames mas por algum motivo na época não me lembro acabou um Homónimo meu indo em meu lugar fiquei muito triste.e muito mais depois de 3 meses o homónimo abandonou desistiu foi da Turma Zulu,mas sempre que podia estava la em Santa Catarina,e me colocavam no quartel como visitante,abraçava a estátua de Bronze do Comandante Marcilio Dias viajava e na formatura eu estava lá.quando depois de formar foram para o Rio de janeiro Fui la conhecer e entrei no Porta aviões Minas Gerais,a Fragata Niteroi ,no,brigado bem vou me despedindo,Muito obrigado mesmo Hashtag Sal.Deus abençõe

  2. No livro Almir – Na linha d`água, eles vindo da comemoração do descobrimento, já próximo da costa brasileira ainda em alto mar, ao fim da tarde, este navio passou por ele (para homenageá-lo), segundo ele os 2800 m² de velas faziam um som característico… quando emparelhados, as luzes foram acesas e a banda da marinha tocou uma bela música! Deve estar arrepiado até hoje.

  3. Caramba!! essa reportagem mexeu comigo! Conheci por fora o Cisne Branco na minha juventude qdo prestei serviço militar na Marinha do Brasil, Escola Naval, onde ele permanecia ancorado qdo não estava singrando em regatas oceanicas ou visitando outros pontos desse marzão de meu Deus. Porém, nunca obtive tantas informações como aqui. e que delícia sonhar acordado embarcado virtualmente nessa história presente. Parabéns pela reportagem e pelo privilégio da oportunidade. #invejinhasanta😉

  4. Parabéns Adriano pela brilhante matéria! Posso afirmar sem medo de errar que foi seu melhor vídeo. Edição, texto, entrevistas e imagens dignos de premiação. O canal tem sido fonte de inspiração de muitos, como eu, que planejam viver esta experiência maravilhosa de viver no mar.

    Continue com este trabalho maravilhoso, pois tem sido enriquecedor tanto para os mais experientes quanto para os iniciantes e entusiastas.

    Forte abraço!

  5. Espetacular!! Infelizmente a maioria dos brasileiros não conhece o Cisne Branco nem de ouvir falar!! Experiência fantástica que nenhum aplicativo jamais poderá reproduzir!! Eu tive a satisfação de navegar com o Gaipava ao lado do Cisne Branco e depois subir a bordo, quando ele esteve em Ubatuba, no Itaguá em 2016. Inesquecível!!

  6. Absolutamente sensacional! Parabéns pela excelente reportagem. Vocês dois a cada dia estão se superando em qualidade de imagem e texto. Realmente um trabalho inesquecível. Velejar já é mais que preciso, é viver e se emocionar. Mesmo com o barco parado! Para mim foi isso que aconteceu no vídeo. Velejamos, ou melhor, viajamos, todos juntos, sem sair do lugar!

  7. Fantástico! Quando com 16 anos, em 1985, naveguei em um barco escola (bem menor que o Cisne Branco) chamado "Spirit of Adventure" na Nova Zelândia. Subi no mastro tal qual você fez, mas com o barco navegando!! Com certeza foi uma das experiências que me trouxe para o mundo da vela, dos barcos, das viagens. Seu video me transportou para aqueles saudosos dias! Obrigado. Segue link da foto daquele barco. http://www.seapixonline.com/NSImages2/Spirit%20of%20Adventure_3%20.jpg

  8. Adriano & Aline vcs estão cada vez mais complicando minha vida, não consigo mais eleger qual o melhor Hashtag Sal, rsrs. Muito lindo, texto excelente sem ser piegas imagens perfeitas e trilha final de matar. Agora meus amigos, que veleiro é esse? Coisa mais linda, imagino a sensação de quem passa o dia todo nele cruzando o mundo. Parabéns! Hashtag Sal indo cada vez mais fundo na essência de o que é velejar e da importância de ser um time. Adorei tudo.

  9. adriano , so tenho a te dizer uma coisa , tenho 58 anos , velejei na represa em sp quando tinha uns 22 , em um older 12 , tenho acompanhado vcs a tempos , estava realmente pensando q a vela era o q nao tinha encontrado na vida ate agora , mas sempre fica uma duvida , deixar conforto , jantares , carros , quartos com ar condicionado! , vc deu um estalo na entrevista com o almir , um cara que tem tudo e troca o mar por qualquer coisa! , minha vida se tornou um projeto para ir ao mar! te confesso que gerou conflitos familiares com minha esposa! , mas depois dessa reportagem , na qual me arrepiei inteiro, vejo que a minha separaçao para que eu va viver no mar , a bordo de um veleiro , vender minha pequena lancha de 16 pes , e comprar o meu veleiro , vai valer a pena , mesmo que q vou sozinho , adoro ela , mas nao sei dizer , a vontade de estar todo tempo no mar e mais forte , obrigado por me ajudar na descisao mesmo de uma forma inconciente! , obrigado e 2019 , estarei a bordo bons ventos , e parabens pela sua reportagem! grande!