[youtube https://www.youtube.com/watch?v=mMujUHw6clo?autoplay=1&w=580&h=385]
Neste episódio exploramos um pouco do "Fiorde Brasileiro", o Saco do Mamanguá em Paraty, que na verdade é uma ria. Lá entrevistamos o Dadico, que possui um restaurante a 15 anos e nos conta um pouco . . .

Você tem que estar logado para acessar este conteúdo

Crie um perfil ou acesse com o seu Facebook, Twiter ou Gmail

 

Criar perfil

31 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelo vídeo, simplesmente ótimo . Aqui vai um conselho de amigo para a Esthér. Olha…. nao troque o paraíso pelo inferno, moro hoje do outro lado do mundo, materialmente com tudo do bom e do melhor, toda infra-estrutura social e mesmo assim…. ESTOU PENSANDO EM ABANDONAR TUDO. Concordo que voce tenha que se aperfeiçoar, frequentar uma faculdade etc…. tudo isso sao anseios legítimos porém…. nao tranque a porta para o paraíso pois mais cedo ou mais tarde voce irá sentir falta da simplicidade da vida pois este é o maior bem que possuimos, voce irá pensar em voltar. Esthér, nao falo demagogicamente, falo por experiencia, estou chegando aos 55 anos, 25 destes na Alemanha, com tudo do bom e do melhor, bons carros etc…. porém afirmo. Rico nao é aquele que tudo tem mas sim aquele que tem a capacidade de fazer do pouco que tem o seu tudo , estas sao na minha opiniao as pessoas mais felizes do mundo. Gruß aus Deutschland!

  2. Muito boa entrevista, é infelizmente tenho que concordar com a adolescente afinal não é fácil ficar parado no tempo, mas com toda a certeza ela ainda voltará para Mamanguá. Nós nunca sentiremos falta do que não temos, é o que digo sobre os Índios que vivem isolados no meio a mata, não adianta os homens querem ir até lá e introduzirem os nossos costumes a eles, tenha certeza que eles vivem bem, como ela falou ali não tem nada, mas ao mesmo tempo tem o essencial para uma vida boa e saudável mas isso só o tempo vai acabar mostrando pra ela, o importa agora é ela crescer e experimentar as coisas que o mundo tem a oferecer! Abraços e curto um monte o seu trabalho.

  3. São as histórias de todas as pessoas, mas cada qual com as suas particularidades. Também sei o que a menina sente, pois penso que Mamanguá é hoje um lugar para quem procura lazer, sossego e uma aventura bucólica. Adriano….continue sempre com esse canal e as histórias….elas nos emocionam e trazem um alento, com certeza, para muitas pessoas. Obrigado pelo belo trabalho/prazer.