Espetacular, vale a pena assistir esse vídeo, principalmente para os navegadores, que irão se identificar em casos semelhantes já vividos no mar e que nos faz lembrar daquela máxima: “Quem quer aprender a rezar, que vá para o mar”. Nessas horas, não tenho outro pensamento de . . .

Você tem que estar logado para acessar este conteúdo

Crie um perfil ou acesse com o seu Facebook, Twiter ou Gmail

 

Criar perfil